O que é o tratamento de afluentes

Antes de falar sobre o tratamento de afluentes, o que é, sua importância e benefícios para a indústria, primeiro é necessário entender o que é um afluente.

Afluentes são as águas que encontramos na natureza e no meio em que vivemos, mas que obrigatoriamente estão ligadas a um rio.

Essas águas, após tratadas se tornam potáveis e podem ser utilizadas para todas as possíveis atividades do cotidiano, seja em sua residência ou indústria.

 

Estação de tratamento de afluentes (ETA)

Para tornar os afluentes próprios para o consumo humano, a água deverá possuir um padrão específico de qualidade, cor, pureza e isenção de microrganismos, assim faz-se necessário seu tratamento prévio.

A estação de tratamento é a responsável por tornar a água ideal para o uso, reduzindo sua poluição e removendo qualquer substância que seja nociva e traga riscos para a saúde.

Para eliminar as impurezas e resíduos dos afluentes, a água deverá passar por um processo composto por diversas etapas de tratamento, sendo que o mesmo poderá atender três diferentes aspectos, sendo eles:

1 – Higiênico: realizado para a remoção de microrganismos, como protozoários, bactérias e vírus. Esse aspecto também é responsável pela remoção de substâncias nocivas para a saúde e redução de impurezas;

2 – Estético: aspecto que engloba a cor, sabor e odor da água;

3 – Econômico: remoção do teor corrosivo, ferro e manganês da água, tornando-a assim menos turva.

Visando alcançar o máximo desses 3 aspectos, os afluentes deverão passar pelas etapas de tratamento determinadas abaixo:

1 – Captação: antes de todo o processo se iniciar, as águas deverão ser captadas de seus afluentes e levadas através de tubulações para as estações de tratamento de afluentes;

2 – Coagulação: para dar início ao tratamento da água, a mesma recebe uma quantidade de sulfato de alumínio ou sulfato férrico, o qual será responsável por ativar a formação de flocos de impurezas através de uma substância gelatinosa;

3 – Floculação: a água passará para um segundo tanque e receberá um polímero, o qual fará com que os flocos de impurezas gerados na segunda etapa se tornem ainda maiores e mais pesados;

4 – Decantação: a água deverá entrar em repouso para assim fazer a separação e posterior eliminação das impurezas. Devido ao peso dos flocos formados anteriormente, ao deixar a água em estado de repouso, os mesmos irão diretamente para o fundo do tanque;

5 – Filtração: através de um filtro composto por areia, carvão ativado e cascalho, é realizada a filtragem da água, removendo todas as impurezas reunidas nas etapas anteriores. Nessa etapa, a água também poderá passar por uma alteração em seu odor devido a utilização do carvão ativado;

6 – Fluoretação: para a prevenção de possíveis danos dentários em quem consome a água, após a filtragem é adicionado um quantidade de ácido fluossilícico (flúor);

7 – Cloração: o cloro também deverá ser adicionado na água, assim eliminando possíveis microrganismos que tenham restado;

8 – Correção de pH/acidez: o pH recomendado para o consumo humano deverá sempre estar entre 6,0 e 9,5. Nessa etapa é realizado esse controle, deixando o pH o mais neutro possível. Para realizar essa correção é utilizado o hidróxido de cálcio para reduzir a acidez da água;

9 – Armazenamento: após passar por todas as etapas, a água estará apropriada e segura para o consumo humano. Sendo assim, a última fase é o armazenamento em um reservatório para posterior distribuição para residências e indústrias.

 

Estação compacta de tratamento de afluentes

Pelo fato de alguns lugares não suportarem a instalação de estações de tratamentos convencionais, surgiu a demanda da criação de estações compactas, as quais são instaladas dentro das indústrias e podem tratar os afluentes em dois diferentes níveis, tornando a água apta para o consumo humano ou não, sendo que no segundo caso a água poderá ser utilizada para reúso em processos como: lavagem de maquinário, lavagem do chão, utilização em processos produtivos e muito mais.

As estações de tratamento compactas poderão ter diversas especificações e formas de funcionamento, sendo que cada modelo terá a sua e a sua composição dependerá da quantidade de etapas de tratamento que a empresa necessitará de acordo com a sua previsão de uso.

 

Benefícios da estação compacta para tratamento de afluentes

Além do fator espaço de instalação que já foi citado anteriormente, uma estação compacta para tratamento de afluentes pode trazer diversos benefícios para a indústria que a possui. Confira alguns deles:

– Economia de recursos hídricos;

– Economia financeira;

– Economia de energia;

– Aumento de competitividade;

– Mesma eficiência no tratamento das águas, mas utilizando um menor espaço;

– Respeito ao meio ambiente;

– Possibilidade de escolha do nível de tratamento da água;

– Estação adequada de acordo com as necessidades da indústria em questão;

– Reaproveitamento da água;

– Manutenção simples.

 

A Multiagua e o tratamento de afluentes – ETA

A Multiagua conhece a importância das águas dentro das indústrias e para seus processos de produção, por isso desenvolvemos soluções eficientes para o tratamento de afluentes. Confira um pouco de cada um deles:

Multifloc: linha de produtos químicos (coagulantes e polímeros) formulada à base de alumínio, trazendo maior desempenho e economia durante o tratamento;

Multietab: uma estação compacta com vazão de até 360 m³/h para tratamento de águas industriais e potáveis. Essa estação oferece a vantagem de possuir uma decantação acelerada, eliminação contínua dos lodos não sendo necessária paradas para limpeza, simplicidade de operação e baixo custo operacional;

Multifilter: filtros fechados e produzidos com areia e carvão ativado para a separação de poluentes e adsorção de substâncias nocivas.

Multiabr: abrandadores para realizar a eliminação da dureza da água, ou seja, a substituição de Cálcio e Magnésio por Sódio;

Multidesmi: o desmineralizador da Multiagua irá eliminar os sais dissolvidos presentes nas águas;

Multistation: para ETA foi desenvolvido os Skid’s Compactos para medição, correção e registro de índices físico-químico. Responsável pelo controle de pH e Cloro.

Todas as soluções para tratamento de afluentes da Multiagua, contam com a garantia de qualidade certificada pela ISO 9001.

Saiba mais sobre cada uma das soluções e invista hoje mesmo no tratamento de afluentes para a sua indústria.

 

 

 

 

Solução completa Multiagua

Tratamento de Afluentes

Produtos Químicos (Coagulantes e Polímeros)

Nossos produtos químicos da linha MULTIFLOC são formulações específicas à base de alumínio, com aditivação que aumenta o desempenho e produz economia e praticidade no dia a dia da ETA.

Contamos com um Departamento Técnico que realiza os ensaios de Tratabilidade, permitindo a escolha da melhor solução química e garantindo uma aplicação Segura, Eficiente e com melhor qualidade para a Água Tratada Industrial ou Potável.

Estação Compacta aberta com vazão de até 360 m³/h

A ETA Compacta Aberta MULTIETAB esta projetada para o tratamento de água industrial ou potável, captando águas de superfície de lagoas, rios, ribeirões e represas.

A principal característica deste equipamento é a decantação acelerada. A consequência da aplicação deste princípio são algumas vantagens, entre elas estão a pouca área ocupada, a eliminação contínua dos lodos formados (não necessita de paradas para limpeza do decantador), a simplicidade de instalação & operação, além do baixo custo operacional.

O princípio de funcionamento é físico-químico com as seguintes fases:

– Correção de pH da água bruta;
– Adição de coagulante;
– Mistura rápida;
– Decantação de flocos formados;
– Eliminação contínua dos flocos formados;
– Filtração em camadas de areia, seixo e carvão atracitroso.

A MULTIETAB pode ter o formato “U” ou “Container”, montado com os seguintes equipamentos:

– Misturador rápido tipo calha parshall;

– Floculador com agitador lento;

– Decantador com perfil inclinado;

– Tanques de preparação de produtos químicos;

– Bombas dosadoras;

– Filtro de fluxo descendente com fundo falso de Crepinas.

Com potencial de automação total de Operação e Qualidade (pH, cloro e vazão), na versão Padrão, o equipamento é fornecido com Descarga de Lodo temporizada e Retrolavagens dos Filtros automática. Construído em aço carbono SAC41 revestido de epóxi (atóxico quando para água potável), possui Válvulas Pneumáticas atuadas e Injeção de Ar comprimido para aumento da eficiência nas operações.

Filtros Fechados (Areia e Carvão Ativado)

Os Filtros Fechados MULTIFILTER são equipamentos para operação pressurizada, com princípio de separação física de materiais de diferentes porosidades ou atuação química para adsorção de elementos contaminantes.

Filtro de Areia 

Tanque cilíndrico constituído por camadas internas de areia, que através das mesmas, ficam retidas partículas presentes em águas subterrâneas, águas de minas e efluentes clarificados.

Nosso MULTIFILTER é construído em aço carbono revestido de epóxi, aço inox 304 ou PRFV (polietileno revestido por fibra de vidro), utiliza de meio filtrante de areias classificadas e possui crepinas, manômetros, pressostatos, válvulas de segurança (para aço inox e carbono) além de Quadro de Manobras por válvulas manuais ou automáticas.

Filtro de carvão ativado

Tanque cilíndrico constituído por leito de carvão ativado para adsorção (retenção química) de elementos contaminantes como Ferro e Manganês, e também remoção da cor e odor presentes em águas subterrâneas, águas de minas e efluentes clarificados.

Nosso MULTIFILTER é construído em aço carbono revestido de epóxi, aço inox 304 ou PRFV (polietileno revestido por fibra de vidro), utiliza de meio adsorvente o carvão ativado e possui crepinas, manômetros, pressostatos, válvulas de segurança (para aço inox e carbono), além de Quadro de Manobras por válvulas manuais ou automáticas.

Abrandadores

A água abrandada é utilizada em muitos tipos de indústrias, seja para uso em processo, sistemas de resfriamento ou para alimentação de caldeiras de geração de vapor. A necessidade de eliminação da dureza total está na prevenção à formação de incrustações derivadas dos sais de cálcio e de magnésio.

Os MULTIABR são equipamentos para operação pressurizada, com princípio de troca iônica através de Resina Catiônica que trabalhará no ciclo sódico (regenerado com Cloreto de Sódio) e irá substituir os cátions Cálcio e Magnésio pelo cátion Sódio, produzindo assim uma Água Abrandada isenta de Dureza Total.

Nosso MULTIABR é construído em aço carbono ASTM a 283°C ou PRFV (polietileno revestido por fibra de vidro), utiliza Resina Catiônica Fortemente ácida, possui crepinas, manômetros, rotâmetros, válvulas de segurança (para aço carbono), tanque de regenerante em polietileno, bombas centrífuga e Quadro de Manobras por válvulas manuais ou automáticas.

Desmineralizadores

O processo de desmineralização consiste na passagem da água por leitos de resinas catiônica e aniônica, eliminando desta forma os sais dissolvidos presentes. Quando as resinas atingem o ponto de saturação (não há mais os íons a serem trocados), procede-se com a regeneração por meio da passagem de uma solução de ácido clorídrico pelo leito da Resina Catiônica e uma solução de soda cáustica pelo leito de Resina Aniônica. Desta forma as resinas recuperam suas capacidades de troca e estão prontas para um novo ciclo ou também chamada de Campanha de Tratamento.

Nosso MULTIDESMI é construído em aço carbono ASTM a 283°C (revestido por ebonite e epóxi) ou PRFV (polietileno revestido por fibra de vidro), utilizas Resinas Catiônica e Aniônicas de diferentes especificidades, possui crepinas, manômetros, rotâmetros, válvulas de segurança (para aço carbono), tanque regenerante em polietileno, bombas centrífuga e Quadro de Manobras por válvulas manuais ou automáticas.

Instrumentação de Controle para pH e Cloro

Os controles de processos são uma ferramenta operacional e de gestão para aumento da Eficiência, Rastreabilidade e Repetibilidade de resultados.

Para ETA desenvolvemos os Skid’s Compactos para Medição, Correção e Registro de índices físico-químicos: pH e Cloro.

Nosso MULTISTATION é construído com estrutura em perfil quadrado de aço inox, painel de comando e potência elétrica em atendimento às NR’s, instrumentos de medição e dosagem com IP65, painel de FISPQ e diques de contenção para vazamentos de produtos químicos.

Qualidade

A Multiagua possui certificados pelo ISO 9001 desde 2005, garantindo que todas as atividades sejam geridas pelo sistema da qualidade e monitorados para o processo de melhoria contínua.

A empresa contém Certificados e Licenças que regulamentam as atividades perante aos órgãos de fiscalização CETESB, POLÍCIAS FEDERAL e CIVIL, IBAMA, CORPO DE BOMBEIROS, CRQ e PREFEITURA MUNICIPAL.

Conheça mais sobre certificações e política de privacidade.

Certificações

Certificados pelo ISO 9001 desde 2005, garantindo que todas as atividades sejam geridas pelo sistema da qualidade e monitorados para o processo de melhoria contínua.

A empresa possui Certificados e Licenças que regulamentam as atividades perante aos órgãos de fiscalização CETESB, POLÍCIAS FEDERAL e CIVIL, IBAMA, CORPO DE BOMBEIROS, CRQ e PREFEITURA MUNICIPAL.

Solicite nosso CERTIFICADO ISO 9001:2015 pelo email envio@multiagua.com.br.

NOSSO PROPÓSITO:

A MULTIAGUA tem como propósito, ser referência no segmento de TRATAMENTO DE ÁGUAS INDUSTRIAIS com o comprometimento de garantir a maximização da vida útil dos equipamentos dos clientes.

POLÍTICA DA QUALIDADE:

Através da constante melhoria dos processos, de pessoal qualificado, do desenvolvimento de novas tecnologias e do desempenho profissional de nossos colaboradores, enfocamos como política da qualidade os pilares:

Satisfação dos CLIENTES quanto aos Produtos e Serviços fornecidos

Zelo e Cuidado com a propriedade do CLIENTE

Primazia pelo bom Atendimento ao CLIENTE

Atendimento aos prazos acordados

 

 

Vendedor Converse com um especialista